HOSPITAL ASSINA CONVÊNIO E PASSA A ADMINISTRAR SAMU E PSFS

01/02/2017


Assinatura foi realizada no gabinete do Prefeito Edinardo Esquetini

Na última sexta-feira, 27, representantes da Diretoria Executiva e administração do Hospital 'Carlos Fernando Malzoni' estiveram presentes na assinatura do convênio entre a Prefeitura e a instituição. O documento oficializa o hospital como novo gestor do Serviço Móvel de Urgência (SAMU) e do Programa de Estratégia Saúde da Família (PSF). Na ocasião, o novo convênio foi celebrado por integrantes da nova administração municipal. “É um momento de mudanças e passar esses serviços para a gestão do Hospital é confiar no trabalho de excelência que a instituição vem exercendo na cidade há tantos anos”, afirma o prefeito Edinardo Esquetini.

Junto ao secretário de Saúde, Dr. João Guimarães, ao vice-prefeito Moacir Matturro, ao vereador e Diretor Clínico Dr. Luiz Cerqueira, e ao Presidente da Câmara Valter Luiz Trevizaneli, estavam presentes na mesa o Presidente da Diretoria Executiva do Hospital, José Reynaldo Trevizaneli, o secretário da Diretoria Executiva, Dr. Paulo Bernardi e a administradora hospitalar, Denise Minelli. “Esse convênio irá vigorar por um ano e poderá ser prorrogado. Acredito que esse momento seja um momento de adaptação ente o Hospital e a Prefeitura. Nós estamos assumindo uma base de 17 equipes entre PSFs e SAMU, um montante de mais de 100 funcionários, que passarão a ser contratados pela instituição”, explica José Reynaldo Trevizaneli.

Neste contrato, caberá ao Hospital contratar, remunerar e fornecer equipar os funcionários, além de serviços como como lavagem das ambulâncias, manutenção dos uniformes e medicamentos. “Foi estipulado um teto quando em negociações, dessa forma, receberemos da Prefeitura somente o valor gasto mensalmente na prestação desses serviços. Nossa expectativa haja uma economia para Executivo”, contextualiza o secretário executivo, Paulo Bernardi. De acordo com a administradora hospitalar, Denise Minelli, os colaboradores que atuarão nos serviços já foram contratados. “Em torno de 90% dos trabalhadores eram contratados do Gepron, como eles estão em processo de demissão, com aviso prévio, estima-se que as contratações estarão concluídas na próxima segunda-feira”, aponta Denise, que ainda completa, “a sede do SAMU será transferida para uma área do Hospital, um local da instituição, o que evitará mais gastos com aluguel e um espaço apropriado para a lavagem das ambulâncias e mais disposições exigidas pelo Ministério do Trabalho”.

Fonte: Hospital de Matão


Ajude Mais

OUVIDORIA

Colabore conosco e registre aqui sua avaliação sobre estes quesistos.

ACESSE NOSSO CANAL