SETEMBRO VERDE INCENTIVA A DOAÇÃO DE ÓRGÃOS E TECIDOS

06/09/2017


Setembro verde incentiva a doação de órgãos e tecidos

O Hospital 'Carlos Fernando Malzoni' através da sua Comissão Intra Hospitalar de Transplantes (CIHT) encabeça em Matão uma campanha de incentivo a doação de órgãos e tecidos. Denominada de Setembro Verde, o movimento pretende conscientizar as pessoas sobre a importância da doação e, ao mesmo tempo, fazer com que as pessoas falem com seus familiares e amigos sobre o assunto. “No Brasil, para ser doador de órgãos e tecidos não é necessário deixar nada por escrito, basta avisar sua família, deixando claro que quer ser doador”, explica a presidente da CIHT, Dra. Liliana Tiemi Ujikawa.

Entitulada “Se você é doador, converse com a sua família”, a campanha do Hospital de Matão pretende informar o maior número de pessoas com ações voltadas à comunidade. “Faremos duas atividades muito interessantes e que visam abordar de forma mais próxima a população matonese”, explica a médica que ainda completa, “no dia 23 de Setembro estaremos na praça central junto com o Lions Clube, Rotary e Projeto Luz, esclarecendo dúvidas frenquentes da população sobre a doação. Uma forma mais pessoal de informar os matonenses e também apresentar o trabalho que desenvolvemos na nossa instituição. Contaremos com a presença da Orquestra Jovem de Matão, que realizará uma apresentação durante a ação”, ressalta.

O Hospital também será palco de duas ações do Setembro Verde. “No dia 27 de Setembro é comemorado o Dia Nacional de Doação de Órgãos e por isso promoveremos o dia 'D' na instituição, quando convidamos todos os colaboradores a se vestirem com a cor do movimento. Já a partir das 20h teremos a presença de pacientes que receberam órgãos de doadores em um evento comemorativo com a presença do grupo Tríade. Uma festa para celebrarmos a importância da doação de órgãos. Deixamos o convite aberto a toda a comunidade”, conta Liliana.

Para a médica, a recusa dos familiares e mitos sobre a doação de órgãos são os principais fatores que levam a negação no momento da abordagem. “Além de ser um momento de muita sensibilidade entre os familiares, alguns mitos sobre a doação acabam atrapalhando o processo. Como exemplo, o medo de não poder velar o familiar com o caixão aberto, o que é mito, já que a retirada dos órgãos e tecidos segue todas as normas da cirurgia moderna, por isso não dá deformidade no corpo”, comenta a presidente da Comissão de Transplantes.

Após a realização de um Simpósio sobre Doação e Transplantes de Órgão e Tecidos, julho de 2017, pode-se notar que os profissionais da área da saúde demonstraram interesse em se aprofundar na temática. “Esperamos despertar esse mesmo interesse na população, informação é tudo, assim conseguiremos diminuir os números de recusa dos familiares e também o número de pessoas que aguardam na fila de espera por um órgão”, encerra Liliana.

Serviço:

Ação Setembro Verde com Orquestra Jovem
Dia: 23/09 – Sábado
Local: Praça Dr. Leônidas Calígola Bastia (Matriz)
Horário: 10h

Dia “D” Setembro Verde
Dia: 27/09 – Quarta-feira
Local: Portaria Antiga – Hospital 'Carlos Fernando Malzoni'
Horário: 20h

Fonte: Hospital de Matão


Ajude Mais

OUVIDORIA

Colabore conosco e registre aqui sua avaliação sobre estes quesistos.

ACESSE NOSSO CANAL