Telefone: (16) 3383-2500
Agendamento de Exames: (16) 3506-5500

Hospital inaugura o Centro de Convivência

No último dia 14, o Hospital Carlos Fernando Malzoni inaugurou o Centro de Convivência “Magnores Maurutto Galli (Dona Didi)”, em homenagem à família do empresário Antônio Galli. O novo espaço engloba os serviços de cafeteria e lanchonete, banheiro privativo e uma agência bancária exclusiva da Sicredi para os colaboradores, além de uma ampla sala de espera climatizada. A intenção da instituição foi proporcionar mais comodidade, tanto na espera de procedimentos cirúrgicos, quanto para exames e consultas dos pacientes, além de oferecer um local adequado para convivência dos médicos e demais visitantes. A solenidade contou com a presença dos membros da Diretoria Executiva do Hospital, como o presidente João Carlos Marchesan, o vice-presidente Reginaldo Vedoato e diretores: Nelson Francischini, Carlos Chiozzini e Roberto Cadioli. O Presidente da Câmara Municipal, Luiz Manzini também prestigiou o evento. Marcaram presença, a superintendente do Hospital, Denise Minelli; o diretor técnico, César Minelli; o diretor clínico, Luiz Cerqueira; além de médicos, colaboradores e parceiros, como o presidente da Sicredi de Araraquara, Leopoldo Carvalho de Oliveira Neto. O Centro de Convivência “Magnores Maurutto Galli (Dona Didi)” já está em funcionamento.A obra moderna foi construída com recursos destinados ao Hospital pelo Sicredi e homenageia Dona Didi, mãe de Margarete e Antônio Galli. Na ocasião, os filhos e familiares de Dona Didi receberam mimos e a placa foi descerrada. Antônio Galli, que frequentemente busca maneiras de ajudar a instituição, aproveitou para anunciar a doação de quinze colchões pneumáticos para a Unidade de Terapia Intensiva do Hospital, e a vinda de uma verba de R$ 1 milhão, adquirida por intermédio de seu filho, Marquinho Galli, presidente do MDB, junto ao deputado federal Baleia Rossi.

João Marchesan falou sobre as obras que estão sendo feitas para as adequações do hospital e da importância da parceria do Galli. “Nós estamos trabalhando muito forte para adequar o nosso hospital. Os recursos que tínhamos disponíveis estão sendo empregados na reforma do Pronto Socorro que irá oferecer um atendimento mais humanizado aos pacientes. Reformamos toda a maternidade, a frente do hospital, desde a recepção até o Centro Cirúrgico. Agora, estamos entregando o Centro de Convivência que trará mais conforto para os familiares dos pacientes e também para os profissionais que terão um local de encontro para trocar informações, tomar um café e descansar”. João destacou a homenagem à família Galli. “Conheço o Galli desde os doze anos de idade, trabalhou na Marchesan, e hoje se tornou um grande empreendedor, batalhador, além disso, temos uma parceria muito boa com ele, portanto, essa homenagem à sua mãe é para perpetuar o nome da família em nossa cidade, afinal eles tem colaborado muito com a nossa comunidade”,finaliza.

Dona Didi faleceu aos 94 anos de idade em agosto deste ano e a homenagem emocionou toda família que esteve presente. “Ela me deu uma educação para que quando eu crescesse, não esquecer das pessoas que mais precisam, e através de nossos negócios, nós temos ajudado várias instituições, e, por isso, me sinto muito feliz em ter esta oportunidade de ajudar o nosso hospital. Aproveito para agradecer toda a diretoria do hospital pelo bem que estão fazendo colocando o nome de minha mãe, que será para sempre lembrado aqui neste espaço”, diz Galli

Segundo Denise, o novo espaço que fica em frente ao centro cirúrgico, será muito importante para os usuários e toda comunidade de matão e região que frequentam o hospital. “ É um espaço de convivência humanizado, onde as pessoas podem se distrair e descansar, não só do estresse físico, mas o estresse psíquico que é muito comum em um hospital principalmente para aqueles que aguardam uma cirurgia, por exemplo. Antes, as pessoas ficavam em um sofá no corredor e nós queríamos melhorar isso. Todos os acompanhantes, médicos, funcionários, em algum momento, terão agora um local agradável para tomar um café , uma água ou mesmo para sentar e conversar. Portanto, estamos muito felizes com essa inauguração e em proporcionar este local tão gostoso para a população”, ressalta.

O presidente da Sicredi, Leopoldo Carvalho de Oliveira Neto fala da satisfação em poder colaborar com a instituição. É motivo de muito orgulho para todos nós da Sicredi em poder fazer a doação deste espaço muito representativo e que era um anseio da administração para melhorar o ambiente. Um espaço onde as pessoas poderão aguardar quem está fazendo uma cirurgia ou quem está internado. Um lugar muito aconchegante e estamos aqui cumprindo mais uma etapa social para a comunidade matonense”, relata.

 

Eventos beneficentes resultam em doações ao hospital

O grupo de voluntários “Amigos da Saúde” realizou a entrega de dois equipamentos adquiridos com doações de eventos beneficentes. A Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Carlos Fernando Malzoni recebeu um aparelho de eletrocardiograma, adquirido com a doação de R$10.000,00 do Conselho de Pastores de Matão, após chá beneficente realizado no Lar São Vicente de Paula. Com verba arrecadada em eventos, o grupo de voluntários pode adquirir uma televisão de 43″ polegadas, que já foi instalada na recepção de visitas do Hospital. O dinheiro foi levantado em eventos como festas juninas e shows beneficentes da instituição.O Hospital Carlos Fernando agradece a colaboração e e empenho de todos, sempre em busca de melhorias para a nossa instituição. Obrigado!

Hospital recebe doações de leite e fraldas

O Hospital Carlos Fernando Malzoni agradece imensamente à pequena Olívia e os pais Bruno e Camila Trevizanelli pela bela atitude de solidariedade. A filha do casal fez um aninho de idade e os pais solicitaram aos convidados que, ao invés de presentes, trouxessem fraldas e leite em pó, que foram doados para o hospital. A ação foi um sucesso e todos colaboraram. Uma atitude que emocionou a todos nós e que serve de exemplo para muita gente . Mais uma vez ressaltamos a nossa gratidão e felicidade pelas doações.Nosso muito obrigado! 

Deputada Analice Fernandes anuncia emenda de R$ 300 mil para hospital de Matão

A deputada estadual Analice Fernandes esteve em Matão no último dia 29, visitando as dependências do Hospital Carlos Fernando Malzoni, onde foi anunciada uma emenda de R$ 300 mil para a compra de um microscópio cirúrgico. A deputada foi recebida por Reginaldo Vedoato (vice-presidente da diretoria executiva), Esther Langhi Chiozini (gerente assistencial), pelo secretário municipal de Saúde João Guimarães e pelos vereadores Luiz Cerqueira, Sônia Moura, Jonas Garcia e João Silvério do Carmo.

Na sequência, a deputada visitou as dependências do hospital, passando pela UTI adulto e UTI Neo Natal, e demais setores, estendendo elogios à estrutura e qualidade de atendimento dos colaboradores da instituição, bem como a receptividade dos matonenses. Enfermeira, Analice pode ver de perto o trabalho realizado no Hospital de Matão, acompanhada dos vereadores e do secretário municipal de Saúde.Uma cidade querida que tive a honra de poder conhecer. Viemos a Matão para anunciar uma verba de R$ 300 mil para a compra de um microscópio cirúrgico que auxilia a equipe em procedimentos específicos. Esse pedido foi trazido pelos vereadores Luiz Cerqueira e Sônia Moura, que estiveram em meu gabinete em setembro para realizar esse pedido à saúde do município. Agradeço ao diretor vice-presidente do hospital, Reginaldo Vedoato, representando toda a diretoria do hospital, a Esther, além de todo o corpo clínico presente e demais funcionários que nos receberam com muito carinho”,comenta.

A superintendente Denise Minelli ressaltou o importante papel dos vereadores, neste caso ,Sônia Moura e Dr. Luiz Cerqueira, junto aos Deputados angariando emendas parlamentares para investir no único hospital da cidade, que atende pelo SUS , uma população local e regional de mais de trezentos mil habitantes.

Hospital realiza a 3ª Semana de Humanização

A III Semana de Humanização do Hospital Carlos Fernando Malzoni começou lotando o auditório do Centro de Ensino e Pesquisa. Discutindo a comunicação no meio da saúde, grupos de trabalhos com colaboradores das mais diversas áreas foram estimulados a repensar a importância das formas de se expressar no ambiente hospitalar. A dinâmica foi elaborada pela equipe de Humanização da DRS III.

Além dos colaboradores, profissionais que atendem na rede de saúde do município também participaram. Em espaços interativos, os participantes puderam refletir em conjunto possibilidades de melhoria na comunicação.

Confira as fotos!

Descerrada placa da 10ª turma do internato de medicina do Hospital de Matão

O Hospital Carlos Fernando Malzoni recebeu na última terça-feira, 19, a visita da 10ª turma de Medicina da Universidade de Araraquara. Os alunos que integraram o internato em Medicina da instituição, participaram da cerimônia de descerramento da placa da turma. A solenidade contou com a presença de membros da Diretoria Executiva, como o vice-Presidente, Reginaldo Vedoato e o diretor Roberto Cadioli. Também estiveram presentes a superintendente Denise Minelli, bem como o coordenador do curso de Medicina da Uniara, Profº Dr. Valter Figueiredo, além da coordenadora do Departamento de Ensino, Ana Claudia Rodrigues.

Na ocasião, os formandos puderam homenagear os médicos preceptores que os acompanharam durante o período de aprendizado dentro da instituição, como os cirurgiões Dr. João Guimarães Junqueira Neto, Dr. Charles Almeida Jr. e Dr. Jose Silvio Rizzo, este último que recebeu como homenagem o nome da 10ª turma de formandos.

Hospital conquista primeiro lugar em trabalho apresentado no II Fórum ‘Somos Sustentáveis’

O Hospital Carlos Fernando Malzoni, representado por sua equipe multiprofissional, conquistou o primeiro lugar em trabalho apresentado no II Fórum Somos Sustentáveis, promovido pela Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo (Fehosp). O evento ocorreu em São Paulo, no dia 18 de novembro e contou com a presença de 600 representantes das Santas Casas do Estado. O Hospital de Matão concorreu no eixo da Qualificação da Gestão, por meio do trabalho denominado: “Projeto Terapêutico Singular: uma construção coletiva, para proporcionar integralidade do cuidado”. O trabalho premiado consistiu nas atividades desempenhadas pelas equipes de enfermagem, médica, fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, assistentes sociais, psicologia, farmácia e odontologia, que proporcionam um cuidado integral aos pacientes do hospital, buscando as melhores formas de tratamento durante a internação e também no pós alta através do trabalho integrado com a rede de saúde. Parabéns equipe!
Confira Fotos.

Igreja oferece café da manhã para gestantes do hospital

A Igreja Presbiteriana de Matão, em conjunto com o Grupo de Trabalho de Humanização e Assistência Social do Hospital Carlos Fernando Malzoni, ofereceu um delicioso café da manhã às gestantes que são atendidas no Centro de Acolhimento Materno Infantil. O evento foi acompanhado pela assistente social Graça Matos e o Pastor Elton que realizou orações e apresentações musicais com os demais integrantes da igreja.Segundo Graça, a intenção é proporcionar momentos de descontração e conforto a estas mães, que muitas vezes, chegam aqui emotivas e muito sensíveis por conta da gravidez. “O que percebemos é que elas se setem protegidas e acolhidas por todos, e isso, sem dúvida, faz bem para elas e principalmente para o bebê que está para chegar”diz,

‘Novembro Azul’ destaca prevenção ao câncer de próstata

Novembro azul destaca prevenção ao câncer de próstata

A cada hora, sete homens recebem o diagnóstico da doença

O Hospital Carlos Fernando Malzoni em parceria com o Instituto Oncológico de Ribeirão Preto, Inorp-Oncoclínicas, iniciaram a campanha ‘Novembro Azul’, que é um movimento mundial que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata que atinge homens em uma prevalência maior acima dos 50 anos. Desta vez, as fachadas do hospital receberam as cores azul e fitas alusivas à campanha estão sendo distribuídas aos homens.O Inorp-Oncoclínicas divulgou este mês os dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) sobre o câncer de próstata e revelaram um quadro preocupante: até o final do ano estima-se que o biênio 2018-2019 terá 68.220 novos casos da doença. Tal número corresponde a sete casos a cada hora, somando 31,7% dos diagnósticos de todos os tipos da doença registrados no país, fazendo deste o mais incidente entre os homens depois do carcinoma de pele não-melanoma.Segundo o oncologista clínico do Hospital Carlos Fernando Malzoni e diretor técnico do Inorp-Oncoclínicas, Diocésio Andrade, homens que estejam na faixa de risco, ou seja, acima de 50 anos, precisam discutir com seu médico sobre o rastreamento e os exames necessários para evitar a doença. “Em geral todos os homens devem fazer acompanhamento anual e realizar o exame de toque retal, pois se trata do único exame considerado eficaz e capaz de detectar a doença com precisão”, explica. Diocésio lembra que no caso do câncer de próstata, é necessário a cirurgia ou radioterapia e, dependendo do resultado, a hormonioterapia. Ele alerta ainda que, a incidência do câncer precoce, em geral, surgem em pessoas negras, e muitas vezes, de forma mais agressiva, como aponta dados epidemiológicos recentes divulgados nos Estados Unidos, portanto, independente da idade, a recomendação é que os homens falem sobre o assunto com seu médico .Um dos principais obstáculos na prevenção e detecção desse tumor, e outros que afetam apenas a população do gênero masculino, é exatamente o preconceito. Diocésio relata que esse é um fato visível ainda nos dias de hoje. “Existe muito preconceito em relação ao exame de toque retal, e isso precisa mudar , por isso, campanhas como o ‘Novembro Azul’ são extremamente importantes para desmistificar isso, pois, a medida que os homens têm o conhecimento, cada vez mais, da sua importância para curar a doença, em caso de diagnóstico, menos preconceito e mais consciência terá”, afirma. O exame de toque retal com a avaliação do PSA, é fundamental para diagnosticar o tumor em estágio inicial e salvar essas vidas”, conclui.Ainda segundo informações do Inorp-Oncoclínicas, uma pesquisa realizada em 2017 pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), encomendada pelo Datafolha, indicou que 21% do público masculino acredita que o exame de toque retal“não é coisa de homem”. Considerando aqueles com mais de 60 anos (grupo de risco), 38% disseram não achar o procedimento relevante. Outro dado do IBGE mostrou que aproximadamente 5,7 milhões de homens de 50 anos ou mais realizaram exame físico ou de toque retal nos 12 meses anteriores à pesquisa, equivalendo a apenas 25% dessa faixa de idade. A relação mais importante, porém, relacionada aos homens parece ser diagnóstico precoce e o autocuidado proativo e preventivo, algo que não é comum no público masculino, tradicionalmente reticente e orgulhoso para procurar atendimento especializado e compartilhar suas fragilidades. Não à toa, 70% das mulheres comparecem às consultas médicas do parceiro segundo levantamento realizado pelo Centro de Referência em Saúde do Homem do Estado de SP.

 

IV SINPACI aborda novas tecnologias

No último dia 26 de outubro, o Hospital Carlos Fernando Malzoni, por meio do seu Instituto Cardiovascular, realizou o IV SINPACI (Simpósio Nordeste Paulista de Cardiologia Intervencionista), no Araucária Flat Hotel, em Araraquara. O evento, idealizado pelos médicos cardiologistas intervencionistas, João Orávio de Freitas Jr., Said Assaf e Sérgio Berti, chega em sua quarta edição, voltando os olhos da cardiologia intervencionista para o interior do estado. Na programação, além de nomes conhecidos na cidade como a superintendente do Hospital de Matão, Denise Minelli e o diretor técnico da instituição, Dr. César Minelli, renomados profissionais puderam compartilhar conhecimento científico de ponta.O objetivo do evento foi discutir os avanços e o futuro da cardiologia intervencionista, direcionando médicos e estudantes de medicina em três temáticas atuais como: a intervenção nos cenários de alto risco hemorrágico; as fronteiras no manejo da doença coronária obstrutiva; e a intervenção percutânea nas cardiopatias estruturais (TAVI).Para o coordenador do Centro de Hemodinâmica de Matão, Dr. João Orávio de Freitas Jr., encontros como esse são fundamentais para atualização e debates de novas ideias. “O simpósio proporciona aos cardiologistas e demais profissionais da saúde da região o acesso a informações atualizadas sobre temas importantes da cardiologia intervencionista. Contamos com a presença de médicos que são referências na área para transmitir esses conhecimentos aos cardiologistas”, comenta o hemodinamicista.Contemplando assuntos que vão desde o cardiologista clínico ao intervencionista, as discussões demonstraram que as novas tecnologias trouxeram mais segurança aos procedimentos. “Os stents foram ao longo do tempo ganhando melhorias tecnológicas em sua usinagem e confecção para maior biocompatibilidade e para que não cause doenças adicionais. Além disso, durante a adaptação, o paciente precisa tomar medicamentos para afinar o sangue, e com essa nova arquitetura do stent em apenas um mês ele já consegue suspender os medicamentos”, explica João Orávio.Destaque em mais um ano de Simpósio, o implante de válvula aórtica por catéter, que é realizado no Hospital de Matão e em outros hospitais da região, foi abordado pelo médico do corpo clínico da instituição, Dr. Said Assaf Neto, que destaca: “procedimentos como esse, que são intervenções percutâneas, sem necessidade de entubação ou sedação total, devem se tornar padrões, por isso, é importante trazê-los a eventos como esse”, ressalta.O evento de 2020 já tem data marcada, 26 de setembro. “Esperamos contar com grande público como esse ano. Acreditamos que é importante chegar até os médicos da região conhecimentos atualizados, para que eles possam ser disponibilizados para os pacientes, que são quem mais precisam”, encerra Orávio.

HOMENAGEM A FUMIO IWASHIMA Na ocasião, com a presença de membros do corpo clínico do hospital de Matão, o médico Fumio Iwashima, representado por sua filha, recebeu uma homenagem pelos 40 anos dedicados à instituição. A superintendente Denise Minelli ressaltou a importância em participar do evento. “Para nós, é motivo de muito orgulho realizar um evento de alto nível e com palestrantes renomados, ficamos em destaque e podemos mostrar aos presentes o trabalho que realizamos em nossa instituição.”, afirma Denise que ainda completa, “conseguimos fazer desse encontro um momento de celebração também, homenageando o cardiologista Fumio Iwashima, que fez história em nossa instituição, que esteve presente em todas as edições desse evento e que é muito querido por todos nós”, conclui.

X