Telefone: (16) 3383-2500
Agendamento de Exames: (16) 3506-5500

Hospital realiza mais uma Campanha do Outubro Rosa

Neste mês, os colaboradores do Hospital Carlos Fernando Malzoni estão participando de mais um movimento do ‘Outubro Rosa’. A campanha de conscientização tem como objetivo alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Os funcionários de todos os departamentos estão se vestindo de rosa e utilizando a tradicional fita rosa para aderirem ao movimento. A fachada do prédio da rua Sete de Setembro também recebeu uma iluminação especial.Vale ressaltar que o Hospital Carlos Fernando Malzoni em parceria com o Inorp de Ribeirão Preto, possui o Centro de Oncologia que disponibiliza todos os procedimentos necessários para o tratamento contra o câncer, como quimioterapia e hormonoterapia, equipe médica altamente qualificada , além de oferecer acomodações confortáveis e devidamente equipadas com tecnologia de ponta. Atualmente conta com o oncologista clínico, Dr. Diocésio Andrade e com os cirurgiões oncológicos, Dr. Bruno Abade, especialista em câncer do aparelho digestivo e Dr. Rodrigo Michelle, especialista em Mastologia- área que cuida das mamas das mulheres-, todos estes profissionais já atuaram no Hospital do Câncer de Barretos, o que comprova a excelência destes profissionais, que agora estão atuando no Hospital de Matão. O Centro de Oncologia atende conveniados do HSaúde e demais convênios e particulares. Segundo Rodrigo Michelle, existem várias patologias que podem acometer as mamas, desde nódulos, cistos, e principalmente o câncer. “O câncer de mama é uma das doenças mais frequentes nas mulheres. É muito importante fazer exames de prevenção, pois detectando precocemente a doença, iniciamos imediatamente o tratamento, e sem dúvida, teremos melhores resultados e com grande chances de cura. Estamos no ‘Outubro Rosa’ está aí uma grande oportunidade das mulheres procurarem seu médico para fazer exames de prevenção”. Rodrigo explica sobre sua especialidade que é a Mastologia. “Nós atuamos aqui no hospital realizando também as cirurgias de reconstrução mamária, que está associada ao tratamento do câncer. Existem algumas situações onde a mulher precisa se submeter a tratamentos mais radicias, como por exemplo, a retirada de uma ou das duas mamas, e nestes casos, utilizamos técnicas de reconstrução mamária, como por exemplo com o implante de próteses, e desta maneira, conseguimos alcançar um resultado estético muito satisfatório”,finaliza. Levantamento realizado pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) revelou que o Brasil somará cerca de 60 mil novos casos de câncer de mama em 2019, número que corresponde a 28% de todos os diagnósticos da doença registrados no país – o que faz dele o tumor mais incidente entre as mulheres depois do câncer de pele-não melanoma. Mundialmente os dados também são alarmantes: o câncer de mama afeta 2,1 milhões de pessoas por ano e é o quinto que mais mata, de acordo com o Globocan 2018, um estudo da Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer. Neste sentido, um dos principais mecanismos de controle e identificação da doença ainda é a mamografia que, de acordo com o INCA, deve ser feita por todas as mulheres com mais de 40 anos. Todavia, é justamente na adesão a este exame de imagem que está um dos entraves para vencer a doença. A Pesquisa Nacional de Saúde 2013 (PNS), a mais recente disponível no Brasil, aponta que 3,8 milhões de mulheres de 50 a 69 anos nunca realizaram mamografia, o que corresponde a 18,4% da população feminina nessa faixa etária. Levantamento aponta ainda que uma em cada 12 mulheres receberá o diagnóstico de um tumor nas mamas até os 90 anos de idade. Controle de peso, alimentação balanceada, atividade física e exames periódicos de rotina, são aliados na luta contra a doença, que quanto mais precoce, tem mais chances de cura.

Pacientes recebem grupo ‘Pazlhaçada’ no Dia das Crianças

Por iniciativa do Grupo de Trabalho de Humanização do Hospital Carlos Fernando Malzoni, foi realizado entre os dias 07 a 12 de outubro, diversas atividades em uma semana dedicada às crianças. Atividades lúdicas, distribuição de brinquedos, lanches e muita música fizeram parte da programação. O objetivo das atividades é proporcionar alegria e descontração às crianças que se encontram internadas na instituição.As atividades começaram logo na segunda-feira pela manhã com a decoração da pediatria, que recebeu balões e fitas coloridas e contou com a participação dos colaboradores do hospital e mães dos pacientes. Na parte da tarde, voluntários da ‘Comunidade Viver’ realizaram atividades lúdicas com as crianças e distribuíram presentes, além de um delicioso lanche que foi preparado pela equipe de nutrição do Hospital. Na terça-feira teve interação com o Grupo ‘Pazlhaçada’ que levou diversão para a criançada. Na quarta-feira , os ‘Doutores da Beleza’ coordenados pela assistente social Maria das Graças Matos e voluntários do grupo ‘Comunidade Viver’ fizeram as unhas das crianças e distribuíram presentes. Na quinta-feira , alunos do 9º ano do projeto ‘COCART e Alegria’ ,do Colégio COC, distribuíram um Kit de livros e presentes às crianças. Na sexta-feira, foi organizado um teatrinho, momentos de leitura e distribuição de pirulitos de chocolate. As atividades foram organizadas pela Graça e a analista de contabilidade Tatiana Gaspar. No sábado pela manhã, as atividades foram encerradas com a visita do grupo ‘Pazlhaçada’, e desta vez vestidos de super-heróis. Eles percorreram setores da pediatria, pronto socorro, UTI Neonatal levando música e alegria as crianças e seus familiares. Houve também distribuição de sacolinhas com pipocas e doces. As atividades, em sua maioria, ocorreram no período da tarde, onde foi possível liberar a visita dos irmãozinhos das crianças internadas para participarem das brincadeiras. “A semana foi bem agitada, mas achamos muito positivo esse envolvimento de diversas equipes que nos auxiliaram todo o tempo. Proporcionar quebras de rotinas como essa são essenciais para a recuperação dos pacientes e qualidade do ambiente hospitalar”, ressalta Natália Ferrari

Veículo é doado ao Hospital de Matão

Na manhã da quinta-feira (10), o Hospital ‘Carlos Fernando Malzoni’ recebeu um automóvel modelo New Fiesta 2019, por intermediação do empresário Antonio Aparecido Galli junto a Ronaldo Lira, que é procurador do Ministério Público do Trabalho da 15ª Região, com sede em Campinas (SP). “O MPT formalizou acordo com a Ford, numa ação que envolvia questões de terceirização. A empresa se comprometeu a entregar automóveis, com garantia de fábrica, para entidades que deveriam ser indicadas pelo MPT e pela desembargadora Antonia Pestana, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 15ª Região”, comenta Paulo Augusto Bernardi, diretor jurídico do hospital. “O veículo será utilizado em atividades como coleta externa de leite materno para o Banco de Leite, arrecadação de doações – especialmente a Nota Fiscal Paulista (NFP) – para transportes diários à Direção Regional da Saúde (DRS) em Araraquara, buscas de doações e viagens em geral”, informa Denise Paolinetti da Camara Minelli, superintendente do hospital. O presidente da Diretoria do hospital, João Carlos Marchesan, agradeceu. “Registramos nosso agradecimento ao Galli. Não é a primeira vez que a Família Galli nos ajuda. Esse veículo será de grande utilidade para diversas atividades do Banco de Leite. Não fosse a amizade do Galli com o procurador Ronaldo Lira, não teríamos sido beneficiados”. “A vontade da Família Galli é ajudar de acordo com o que for possível a Matão, suas instituições, entidades, enfim, ajudar a nossa gente. Ajudamos porque está ao nosso alcance e – nesse contexto – não mediremos esforços”, sintetiza Galli. Na ocasião, João Marchesan solicitou apoio de Galli através do mesmo mecanismo junto ao mencionado MPT para tentar angariar recursos financeiros para a expansão do Setor de Hemodiálise do hospital. Também informou que o Centro de Convivência do hospital -em providência – receberá a denominação de Magnoris Maurutto Galli (‘Dona Didi’), mãe de Galli. Além dos nomes citados, participaram da solenidade de recebimento da chave – feita por Galli a João Carlos -, Reginaldo Vedoato (vice-presidente do hospital), Roberto Luiz Cadioli (Rô, diretor administrativo) e José Carlos Chiozzini (Carlão, diretor-secretário), Luiz José Cerqueira (diretor clínico).

Show de Talentos encerra campanha de incentivo a doação de órgãos

No último dia 27, o Hospital ‘Carlos Fernando Malzoni’, por meio da Comissão Intra Hospitalar de Transplantes de Órgãos e Tecidos, com apoio dos ‘Amigos da Saúde’, realizou a segunda edição do Show de Talentos em frente a fachada histórica do hospital. O evento encerrou a programação do ‘Setembro Verde’- mês de conscientização sobre a importância da doação de órgãos e tecidos. O presidente da Diretoria Executiva do Hospital João Marchesan, fez questão de chamar todos no palco e fazer um agradecimento àqueles que voluntariamente colaboram com a instituição “Agradeço a todos vocês voluntários, ao Dr. César, um grande entusiasta que está a frente de eventos de prevenção ao AVC, e esse evento de incentivo à doação de órgãos conduzido pela Dra. Liliana. Agradeço pelo trabalho que vocês fazem, um trabalho descompromissado, voluntário. É o único hospital da cidade e um hospital que cada dia evolui mais, devido as pessoas que estão aqui dentro e que se empenham em fazer um bom trabalho e prestar um bom serviço à população”, diz. Denise Minelli também agradeceu as comissões pela realização do evento e falou da importância das famílias no processo de doação. “É extremamente importante esse trabalho de conscientização sobre a doação de órgãos. Não somos nós que doamos, são os nossos familiares, então temos que conversar com nossa família sobre este assunto. Saber se o membro da família tem ou não o desejo de ser um doador, isso é um fator decisivo, porque muitas vezes a pessoa quer doar seus órgãos, mas nunca falou do seu desejo aos seus familiares. E para concluir quero dizer que usamos a música para tratar este assunto tão delicado de maneira mais leve e as comissões estão de parabéns”, enfatiza. Dr. César Minelli ressaltou do trabalho voluntário da diretoria executiva. “Agradeço a presença de todos que foram nos prestigiar. Sem dúvida foram momentos muito especiais para todos nós do hospital. Quero fazer um agradecimento especial e parabenizar uma pessoa que desde 1987 vem fazendo um trabalho voluntário no hospital, contribuindo com toda sua experiência empresarial e com sua responsabilidade social com a nossa comunidade que é o João Marchesan. Aproveito esta oportunidade para agradecer ao João e parabenizar por sua dedicação , pois está toda semana participando das nossas reuniões, incentivando e colaborando com o progresso do nosso hospital”. A coordenadora do CIHT, Dra. Liliana Tiemi Ujikawa, agradeceu a todos pela parceira. “ O evento contou com apresentações artísticas de qualidade e uniu os médicos e colaboradores do Hospital para divulgar a importância da doação de órgãos e tecidos. Agradecemos a comissão ‘Amigos da Saúde’, a administração do Hospital Carlos Fernando Malzoni , o projeto ‘Luz’ do Rotary Club , nossas colaboradoras na divulgação Gabriela Pereira e Carla Kamel , e a generosidade das irmãs Natália , Maísa e Nádia Paganini , que gravaram um depoimento emocionante sobre doação de órgãos”.

Hospital de Matão tem pesquisa publicada em revista internacional de grande repercussão no meio científico

Estudo sobre incidência e mortalidade de AVC em Matão foi coordenado pelo neurologista Dr. César Minelli

No último dia 4 de outubro, a revista internacional Neuro Epidemiology publicou a pesquisa intitulada “Trends in the Incidence and Mortality of Stroke in Matão: The Matão Preventing Stroke (MAPS) Study”, traduzindo, “Tendências da Incidência e Mortalidade de AVC em Matão: Estudo MAPA – Matão Prevenindo o AVC.” A pesquisa desenvolvida pelo Instituto de Prevenção e Pesquisa “Você sem AVC”, antigo Centro Neurológico de Pesquisa e Reabilitação, teve como parceiro o Hospital Carlos Fernando Malzoni e foi coordenada pelo neurologista Dr. César Minelli junto com os pesquisadores Norberto Luiz Cabral, Liliana Tiene Ujikawa, Flávio Antônio Borsetti Neto, Esther Maria Langhi Chiozzini, Geraldo Cássio dos Reis, Lucileni Aparecida Borin e Caroline Cristine Carvalho. A revista Neuro Epidemiology tem circulação mundial e é considerada um veículo de alto impacto no meio científico, pois publica somente trabalhos de excelência. O estudo populacional prospectivo, baseado em comunidade MAPA -Matão Prevenindo o AVC- comparou as taxas de incidência e mortalidade por AVC em Matão, entre dois períodos, 2003/2004 e 2015/2016 para saber se houve aumento ou diminuição nas taxas ajustadas por idade de incidência e mortalidade de pessoas com AVC em Matão entre os dois períodos citados. Nesta pesquisa, todos os pacientes que sofreram o primeiro AVC no período de um ano, entre 1 de agosto de 2015 e 31 de julho de 2016 foram acompanhados por mais 12 meses para obter informações sobre complicações e sequelas após o AVC. Os dados obtidos foram comparados com as informações coletadas com a mesma metodologia no período de 2003/4. O resultado foi que houve uma diminuição de novos casos de AVC, bem como a diminuição de mortalidade neste intervalo de 12 anos. “Isso mostra que todo o trabalho que realizamos de prevenção, campanhas, eventos, atendimento intra hospitalar e controle de fatores de risco, surtiram efeito” enfatiza o médico. César acrescenta que foi observado também a diminuição da mortalidade de pacientes durante os primeiros trinta dias. “Quando avaliamos mortalidade nos primeiros trintas dias, estamos avaliando a qualidade do atendimento intra hospitalar e, a partir daí, chegamos a conclusão de que houve melhora do atendimento que está sendo dado na fase aguda do paciente com AVC. Essa pesquisa sugeriu que uma das razões para a redução da incidência de AVC na cidade pode ter sido devido a uma melhor medicina preventiva, já que no período de 2003/4 apenas 3% da população da cidade tinha a cobertura do Programa Estratégia de Saúde da Família, enquanto que no período de 2015/16 a cobertura atingia mais de 50% da cidade”,explica. Segundo o pesquisador, o próximo passo é saber como está a evolução contínua da incidência e mortalidade de AVC nos últimos 5 anos.“Estamos iniciando a análise estatística das informações obtidas continuamente de 2015 a 2019. Isso possibilitará uma análise das taxas de incidência e mortalidade sem interrupções. É um privilégio para a saúde de Matão, porque apenas duas cidades no Brasil têm informações com essa precisão”, finaliza.

Hospital conta com mais um oncologista

O cirurgião oncológico, Bruno Abade, passou a integrar a equipe de especialistas do Centro de Oncologia do Hospital Carlos Fernando Malzoni. Formado no campus da PUC-SP na cidade de Sorocaba em 2006, fez residência médica em cirurgia geral de 2008 a 2010 no Hospital Municipal Cármino Caricchio, no bairro do Tatuapé em São Paulo, e residência em cirurgia oncológica de 2010 a 2013 na Fundação Pio XII no Hospital de Amor de Barretos. Bruno é dedicado à cirurgia minimamente invasiva do câncer do aparelho digestivo, melanoma e sarcoma. Se atualizando constantemente em simpósios, meeting e congressos, o profissional busca oferecer sempre o melhor atendimento aos seus pacientes. Agora, está no hospital de Matão prestando seus serviços aos conveniados do HSaúde, mas também demais convênios e particulares.

Segundo Bruno, a intenção é oferecer tratamento oncológico especializado humanizado para população de Matão e região. “O hospital Carlos Fernando Malzoni conta com uma estrutura completa para tratamento oncológico , com confortáveis acomodações, equipe multidisciplinar, serviço de imagem e terapia intensiva, assegurando o tratamento para os pacientes de Matão e região, portanto, estamos muito satisfeitos em fazer parte deste time de colegas extremamente profissionais e em um hospital que oferece o que há de mais moderno em termos de tratamento e estrutura aos seus pacientes. Estamos aqui para atender a todos com muito carinho e empenho”, diz.

Câncer do Aparelho Digestivo

O tubo digestivo é o conjunto de órgãos envolvidos na digestão dos alimentos, desde a boca até o intestino, incluindo ainda a faringe, o estômago, o esôfago. O crescimento anormal das células nessas áreas pode gerar tumores, chamados de câncer. Quando o diagnóstico é feito precocemente, as chances de cura aumentam muito. Existem diversos fatores envolvidos no desenvolvimento de tumores ou câncer do aparelho digestivo, sendo que uma das mais conhecidas é a tendência genética, por isso o histórico médico familiar é um ponto importante a ser avaliado pelo médico. Porém, existem outros fatores de risco para a doença: tabagismo; consumo excessivo de álcool; idade avançada; obesidade; infecções causadas por bactéricas; alimentação pobre em fibras; consumo em excesso de carne vermelha e embutidos. Os sintomas do câncer do aparelho digestivo podem demorar a se manifestar e, em muitos casos, é confundido com outros distúrbios e doenças, o que pode atrasar o início do tratamento adequado. Entre os principais sintomas apresentados, podemos citar: emagrecimento acentuado (sem motivo);dificuldade para se alimentar; náuseas e vômitos; cansaço excessivo; anemia; diarreia ou constipação ;problemas na digestão; dor na região do abdômen; fezes com sangue ou de cor escura. Os avanços médicos nos últimos anos permitem visualizar até mesmo lesões pequenas, facilitando o tratamento. A prevenção do aparelho digestivo envolve principalmente cultivar bons hábitos de alimentação. A prática de atividades físicas também é uma das formas de prevenção mais eficazes contra o câncer do aparelho digestivo.Se manter em dia com as consultas médicas de rotina, mesmo sem apresentar nenhum sintoma ou queixa específica, também é essencial para prevenir diversos problemas de saúde e garantir uma vida saudável. Vale lembrar que a maioria dos casos diagnosticados são curáveis, especialmente quando descobertos no estágio inicial.

Hospital oferece palestra sobre doação de órgãos

A Comissão Intra Hospitalar de Transplantes e do Serviço de Nefrologia do Hospital Carlos Fernando Malzoni, ofereceu, no último dai 17 de setembro,  uma palestra sobre a importância da doação de órgãos e tecidos, além de detalhes do processo – desde da abordagem familiar a retirada do órgãos. A palestra foi proferida  pela enfermeira da Organização de Procura de Órgãos de Ribeirão Preto, Elaine Cantarela Lima. O evento aconteceu no CEP-Centro de Ensino e Pesquisa do Hospital e contou com a participação de  colaboradores de diversas áreas da instituição.

Especialista em Oncologia passa a atender em Matão

O Cirurgião Oncológico, Dr. Rodrigo Michelli, passou a atender na cidade de Matão no Hospital Carlos Fernando Malzoni desde julho deste ano. Formado pela FAMERP- Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, fez especialização em cirurgia geral na cidade de Catanduva e cirurgia oncológica no Hospital do Câncer de Barretos, local onde atuou por 17 anos. Agora está em Matão atendendo no Centro de Oncologia. O médico atua principalmente em Mastologia, uma área da oncologia responsável pelas doenças das mamas, principalmente o câncer de mama. Ele atenderá principalmente os conveniados do plano HSaúde, mas também demais convênios e pacientes particulares. “Estamos atuando aqui em Matão desde julho, e para nós, é motivo de muita alegria em poder trabalhar nesta cidade que me acolheu com muito carinho. Matão tem um hospital muito bem estruturado e um centro cirúrgico completo, onde podemos, com certeza, prestar um serviço de alto padrão para a população. Atendemos com uma equipe multidisciplinar com cirurgiões, oncologistas clínicos ,enfermeiros, ou seja, uma equipe de excelentes profissionais atuando juntos no Centro de Oncologia do hospital”, diz. Rodrigo explica que a Mastologia é área que cuida da saúde das mamas das mulheres. “Nós atuaremos aqui em matão também realizando as cirurgias de reconstrução mamária, que está associada ao tratamento do câncer de mama. Existem algumas situações onde a mulher precisa se submeter a tratamentos mais radicias, como por exemplo, a retirada de uma ou das duas mamas, e nestes casos utilizamos técnicas de reconstrução mamária, como por exemplo com o implante de próteses, e desta maneira, conseguimos alcançar um resultado estético muito satisfatório”, explica. Segundo o médico, existem várias patologias que podem acometer as mamas, desde nódulos, cistos, e principalmente o câncer. “O câncer de mama é uma das doenças mais frequentes nas mulheres, exceto o câncer de pele. É muito importante fazer exames de prevenção, pois detectando precocemente a doença, iniciamos imediatamente o tratamento, e sem dúvida, teremos melhores resultados e com grande chances de cura. Estamos chegando no ‘Outubro Rosa’ está aí uma grande oportunidade das mulheres procurarem um médico para um exame de prevenção”.O Centro de Oncologia do Hospital Carlos Fernando Malzoni oferece aos conveniados do HSaude o tratamento em Mastologia e reconstrução mamária, além da quimioterapia e radioterapia. “Os pacientes não precisam se deslocar para outras cidades, o Hospital de Matão oferece o tratamento completo, com excelentes profissionais, e o mais importante, tudo isso no conforto e próximo de suas casas e de seus familiares que durante todo o processo faz toda diferença”,conclui.

Hospital recebe doações

O Hospital Carlos Fernando Malzoni recebeu a doação de 150 Kg de feijão fradinho, além de hortaliças, como couves e ervas frescas (salsinha e cebolinha). Uma grande ajuda que é revertida para os pacientes internados na instituição, que necessitam de uma alimentação balanceada durante seu período de internação.

Todas as doações de alimentos são destinadas ao Serviço de Nutrição e Dietética (SND) do Hospital de Matão e ajudam a compor o cardápio semanal.

O Hospital Carlos Fernando Malzoni agradece a colaboração da população, enquanto segue cuidando do seu bem mais precioso: a sua saúde.

Comissão ‘Amigos da Saúde’ realiza evento

Em junho de 2019, o Hospital Carlos Fernando Malzoni criou a comissão de voluntários denominada ‘Amigos da Saúde’. Com o  objetivo de reunir colaboradores da instituição – e quem desejar participar de ações para angariar fundos para o hospital – , o grupo promove eventos e busca regulamentar os voluntários que já atuam de forma espontânea nestas ações.  “Já participamos de duas festas juninas e estamos recebendo doações. Estamos angariando também doação de alimentos que serão destinados ao Serviço de Nutrição e Dietética para incluir no cardápio dos pacientes”, explica a gerente de Suprimentos da instituição, Catia Santos, integrante do Amigos da Saúde. O próximo evento, em que o grupo estará presente, é no próprio Hospital. “No dia 27 de setembro será realizado o Dia ‘D’ do Setembro Verde, onde teremos um show de talentos. Faremos a comercialização de espetinhos e refrigerantes. O evento acontecerá  na fachada antiga do hospital, na Rua Sinharinha Frota, 556, Centro e será aberto ao público. A verba será totalmente destinada à instituição”, comenta Catia.

 

O presidente da Diretoria Executiva do Hospital Carlos Fernando Malzoni, João Carlos Marchesan, falou sobre o objetivo da criação desta comissão. “Eu sou um voluntário do Hospital, assim como todos da diretoria. Criamos esta comissão e estamos aceitando doações, o trabalho descompromissado de voluntariado, porque o Hospital de Matão está precisando de ajuda. Necessitamos de muitos equipamentos, alguns precisam ser modernizados, e tudo isso é para podermos manter os serviços de excelência que são oferecidos a população. Portanto, contamos com todos e estamos de braços abertos para recebê-los”, enfatiza.

 

Segundo Denise Minelli, superintendente do Hospital, formar esta comissão é também uma maneira de valorizar estes voluntários que estão sempre colaborando com a instituição. “Além de cuidar dos nossos pacientes, estas pessoas estão sempre dispostas a nos ajudar espontaneamente. O grupo ‘Amigos da Saúde’ reúne colaboradores de diversas áreas, desde o administrativo, ao operacional, visando a integração de todos, e o mais importante, é que através destas ações podemos envolver a comunidade com o hospital. Somos o único hospital da cidade e é importante esta aproximação”, afirma. Denise ressalta que todas as  Santa Casas necessitam de ajuda e o hospital de Matão não é diferente.  “Somos uma instituição filantrópica e toda ajuda é sempre bem-vinda. Já recebemos ajudas, recentemente o Conselho dos Pastores realizou um evento e nos presenteou com um equipamento para a UTI. Temos as ‘Damas da Caridade’ que há anos fazem um trabalho maravilhoso doando os enxovais para a maternidade, além dos clubes de serviços que também colaboram com o hospital. Ficamos imensamente agradecidos a todas estas pessoas e também aos voluntários dos  ‘Amigos da Saúde’, que aumentarão essa corrente de solidariedade”, conclui a superintendente.

 

Qualquer dúvida  sobre doações, podem ser enviadas para o

e-mail  voluntariado.hcfm@hospitalmatao.com.br  ou pelo telefone (16) 3383-2500.

 

X