Telefone: (16) 3383-2500
Agendamento de Exames: (16) 3506-5500

Hospital fará live na próxima quinta-feira, 28

Live homenageará linha de frente de combate ao COVID-19

Um show especial em homenagem aos médicos e colaboradores do Hospital Carlos Fernando Malzoni será realizado na próxima quinta-feira, 28, na fachada histórica da instituição. “Pretendemos com esse show ao vivo, transmitir pela internet um pouco de leveza e solidariedade”, explica o Presidente da diretoria executiva, João Carlos Marchesan. O evento online reunirá artistas matonenses e terá uma plataforma voltada para doações, por meio de QR CODE, além de posto de coletas de doações durante a live e venda de máscaras personalizadas, na Rua Sinharinha Frota, defronte ao Hospital. “Nesse momento da pandemia, com a interrupção de procedimentos, cirurgias e exames eletivos, nossa arrecadação caiu bruscamente. Precisamos da ajuda da população para conseguir manter o único Hospital da cidade. O custo de manutenção do Hospital é muito caro, por isso, toda ajuda é bem vinda”, afirma Marchesan.

A live “SOMOS TODOS HCFM – Um tributo à linha de frente” terá início às 19h, na página oficial do Facebook do Hospital Carlos Fernando Malzoni e Youtube, e tem na programação músicos como Arlindo Zarbin com o grupo de chorinho “Bem Brasil”; a dupla “BelaMur”, com Isabela Gandini e Murilo Baldassa; o maestro Danilo Gomes e Leila Kfouri Bernardi em uma apresentação no piano. “Recebemos o apoio da equipe de cerimonial Silmara Lacerda, que já vem realizando eventos como esse na cidade, e doou o seu cachê para a instituição. Bem como a equipe de som e iluminação, comandada pela empresa Doy Timbres & Cores e, além da empresa Rectrato Digital, responsável pela transmissão ao vivo, que farão o evento de forma solidária para a instituição”, explica Marchesan.

Contamos com a colaboração da população matonense nesse momento, essa homenagem à nossa linha de frente é muito importante para enaltecer o trabalho que eles vem desempenhando no combate ao coronavírus. Teremos mais surpresas durante o evento virtual, então convidamos todos a participar dessa homenagem”, convida o Presidente do Hospital, João Marchesan.

 

 

Hospital inaugura o Centro de Convivência

No último dia 14, o Hospital Carlos Fernando Malzoni inaugurou o Centro de Convivência “Magnores Maurutto Galli (Dona Didi)”, em homenagem à família do empresário Antônio Galli. O novo espaço engloba os serviços de cafeteria e lanchonete, banheiro privativo e uma agência bancária exclusiva da Sicredi para os colaboradores, além de uma ampla sala de espera climatizada. A intenção da instituição foi proporcionar mais comodidade, tanto na espera de procedimentos cirúrgicos, quanto para exames e consultas dos pacientes, além de oferecer um local adequado para convivência dos médicos e demais visitantes. A solenidade contou com a presença dos membros da Diretoria Executiva do Hospital, como o presidente João Carlos Marchesan, o vice-presidente Reginaldo Vedoato e diretores: Nelson Francischini, Carlos Chiozzini e Roberto Cadioli. O Presidente da Câmara Municipal, Luiz Manzini também prestigiou o evento. Marcaram presença, a superintendente do Hospital, Denise Minelli; o diretor técnico, César Minelli; o diretor clínico, Luiz Cerqueira; além de médicos, colaboradores e parceiros, como o presidente da Sicredi de Araraquara, Leopoldo Carvalho de Oliveira Neto. O Centro de Convivência “Magnores Maurutto Galli (Dona Didi)” já está em funcionamento.A obra moderna foi construída com recursos destinados ao Hospital pelo Sicredi e homenageia Dona Didi, mãe de Margarete e Antônio Galli. Na ocasião, os filhos e familiares de Dona Didi receberam mimos e a placa foi descerrada. Antônio Galli, que frequentemente busca maneiras de ajudar a instituição, aproveitou para anunciar a doação de quinze colchões pneumáticos para a Unidade de Terapia Intensiva do Hospital, e a vinda de uma verba de R$ 1 milhão, adquirida por intermédio de seu filho, Marquinho Galli, presidente do MDB, junto ao deputado federal Baleia Rossi.

João Marchesan falou sobre as obras que estão sendo feitas para as adequações do hospital e da importância da parceria do Galli. “Nós estamos trabalhando muito forte para adequar o nosso hospital. Os recursos que tínhamos disponíveis estão sendo empregados na reforma do Pronto Socorro que irá oferecer um atendimento mais humanizado aos pacientes. Reformamos toda a maternidade, a frente do hospital, desde a recepção até o Centro Cirúrgico. Agora, estamos entregando o Centro de Convivência que trará mais conforto para os familiares dos pacientes e também para os profissionais que terão um local de encontro para trocar informações, tomar um café e descansar”. João destacou a homenagem à família Galli. “Conheço o Galli desde os doze anos de idade, trabalhou na Marchesan, e hoje se tornou um grande empreendedor, batalhador, além disso, temos uma parceria muito boa com ele, portanto, essa homenagem à sua mãe é para perpetuar o nome da família em nossa cidade, afinal eles tem colaborado muito com a nossa comunidade”,finaliza.

Dona Didi faleceu aos 94 anos de idade em agosto deste ano e a homenagem emocionou toda família que esteve presente. “Ela me deu uma educação para que quando eu crescesse, não esquecer das pessoas que mais precisam, e através de nossos negócios, nós temos ajudado várias instituições, e, por isso, me sinto muito feliz em ter esta oportunidade de ajudar o nosso hospital. Aproveito para agradecer toda a diretoria do hospital pelo bem que estão fazendo colocando o nome de minha mãe, que será para sempre lembrado aqui neste espaço”, diz Galli

Segundo Denise, o novo espaço que fica em frente ao centro cirúrgico, será muito importante para os usuários e toda comunidade de matão e região que frequentam o hospital. “ É um espaço de convivência humanizado, onde as pessoas podem se distrair e descansar, não só do estresse físico, mas o estresse psíquico que é muito comum em um hospital principalmente para aqueles que aguardam uma cirurgia, por exemplo. Antes, as pessoas ficavam em um sofá no corredor e nós queríamos melhorar isso. Todos os acompanhantes, médicos, funcionários, em algum momento, terão agora um local agradável para tomar um café , uma água ou mesmo para sentar e conversar. Portanto, estamos muito felizes com essa inauguração e em proporcionar este local tão gostoso para a população”, ressalta.

O presidente da Sicredi, Leopoldo Carvalho de Oliveira Neto fala da satisfação em poder colaborar com a instituição. É motivo de muito orgulho para todos nós da Sicredi em poder fazer a doação deste espaço muito representativo e que era um anseio da administração para melhorar o ambiente. Um espaço onde as pessoas poderão aguardar quem está fazendo uma cirurgia ou quem está internado. Um lugar muito aconchegante e estamos aqui cumprindo mais uma etapa social para a comunidade matonense”, relata.

 

Descerrada placa da 10ª turma do internato de medicina do Hospital de Matão

O Hospital Carlos Fernando Malzoni recebeu na última terça-feira, 19, a visita da 10ª turma de Medicina da Universidade de Araraquara. Os alunos que integraram o internato em Medicina da instituição, participaram da cerimônia de descerramento da placa da turma. A solenidade contou com a presença de membros da Diretoria Executiva, como o vice-Presidente, Reginaldo Vedoato e o diretor Roberto Cadioli. Também estiveram presentes a superintendente Denise Minelli, bem como o coordenador do curso de Medicina da Uniara, Profº Dr. Valter Figueiredo, além da coordenadora do Departamento de Ensino, Ana Claudia Rodrigues.

Na ocasião, os formandos puderam homenagear os médicos preceptores que os acompanharam durante o período de aprendizado dentro da instituição, como os cirurgiões Dr. João Guimarães Junqueira Neto, Dr. Charles Almeida Jr. e Dr. Jose Silvio Rizzo, este último que recebeu como homenagem o nome da 10ª turma de formandos.

IV SINPACI aborda novas tecnologias

No último dia 26 de outubro, o Hospital Carlos Fernando Malzoni, por meio do seu Instituto Cardiovascular, realizou o IV SINPACI (Simpósio Nordeste Paulista de Cardiologia Intervencionista), no Araucária Flat Hotel, em Araraquara. O evento, idealizado pelos médicos cardiologistas intervencionistas, João Orávio de Freitas Jr., Said Assaf e Sérgio Berti, chega em sua quarta edição, voltando os olhos da cardiologia intervencionista para o interior do estado. Na programação, além de nomes conhecidos na cidade como a superintendente do Hospital de Matão, Denise Minelli e o diretor técnico da instituição, Dr. César Minelli, renomados profissionais puderam compartilhar conhecimento científico de ponta.O objetivo do evento foi discutir os avanços e o futuro da cardiologia intervencionista, direcionando médicos e estudantes de medicina em três temáticas atuais como: a intervenção nos cenários de alto risco hemorrágico; as fronteiras no manejo da doença coronária obstrutiva; e a intervenção percutânea nas cardiopatias estruturais (TAVI).Para o coordenador do Centro de Hemodinâmica de Matão, Dr. João Orávio de Freitas Jr., encontros como esse são fundamentais para atualização e debates de novas ideias. “O simpósio proporciona aos cardiologistas e demais profissionais da saúde da região o acesso a informações atualizadas sobre temas importantes da cardiologia intervencionista. Contamos com a presença de médicos que são referências na área para transmitir esses conhecimentos aos cardiologistas”, comenta o hemodinamicista.Contemplando assuntos que vão desde o cardiologista clínico ao intervencionista, as discussões demonstraram que as novas tecnologias trouxeram mais segurança aos procedimentos. “Os stents foram ao longo do tempo ganhando melhorias tecnológicas em sua usinagem e confecção para maior biocompatibilidade e para que não cause doenças adicionais. Além disso, durante a adaptação, o paciente precisa tomar medicamentos para afinar o sangue, e com essa nova arquitetura do stent em apenas um mês ele já consegue suspender os medicamentos”, explica João Orávio.Destaque em mais um ano de Simpósio, o implante de válvula aórtica por catéter, que é realizado no Hospital de Matão e em outros hospitais da região, foi abordado pelo médico do corpo clínico da instituição, Dr. Said Assaf Neto, que destaca: “procedimentos como esse, que são intervenções percutâneas, sem necessidade de entubação ou sedação total, devem se tornar padrões, por isso, é importante trazê-los a eventos como esse”, ressalta.O evento de 2020 já tem data marcada, 26 de setembro. “Esperamos contar com grande público como esse ano. Acreditamos que é importante chegar até os médicos da região conhecimentos atualizados, para que eles possam ser disponibilizados para os pacientes, que são quem mais precisam”, encerra Orávio.

HOMENAGEM A FUMIO IWASHIMA Na ocasião, com a presença de membros do corpo clínico do hospital de Matão, o médico Fumio Iwashima, representado por sua filha, recebeu uma homenagem pelos 40 anos dedicados à instituição. A superintendente Denise Minelli ressaltou a importância em participar do evento. “Para nós, é motivo de muito orgulho realizar um evento de alto nível e com palestrantes renomados, ficamos em destaque e podemos mostrar aos presentes o trabalho que realizamos em nossa instituição.”, afirma Denise que ainda completa, “conseguimos fazer desse encontro um momento de celebração também, homenageando o cardiologista Fumio Iwashima, que fez história em nossa instituição, que esteve presente em todas as edições desse evento e que é muito querido por todos nós”, conclui.

Palestra encerra ‘Outubro Rosa’

O Hospital Carlos Fernando Malzoni, Inorp-Oncoclínicas, HSaúde e grupo de Trabalho de Humanização realizarão na próxima semana duas atividades para encerrar o ‘Outubro Rosa’. Na segunda-feira, (28), às 14h, haverá a palestra ‘Prevenção ao Câncer de Mama’, com a Dra. Cristiane Mendes, no Centro de Ensino e Pesquisa- CEP, rua Sinharinha Frota, 662 – Centro. No dia 30,quarta-feira, a partir das 18h, em uma parceria com a Academia Habitus, será oferecido uma aula de ‘Zumba’ em frente a fachada histórica do hospital. O evento é aberto ao público, a colaboração é um litro de leite e quem desejar participar, deve ir de preferência, vestidos com roupa cor-de-rosa. O objetivo é proporcionar atividade física e momentos de entretenimento à causa que é tão importante.

Esta semana os grupos de Trabalho de Humanização eAmigos da Saúde’, em parceria com Inorp-Oncoclínicas também articularam a visita do grupo ‘Amigas da Arte’ que presentearam as pacientes em tratamento com toalhinhas de rosto bordadas pelas voluntárias. A intenção do grupo é levar um pouco de carinho e conforto às pacientes. O Centro de Oncologia também recebeu balões coloridos para alegrar o ambiente. No dia 21 de outubro foram realizados exames de papa nicolau para as funcionárias do hospital. As atividades fazem parte do encerramento do ‘Outubro Rosa’, campanha de conscientização que tem como objetivo alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Atividades destacam o Outubro Rosa

O Grupo de Trabalho de Humanização e ‘Amigos da Saúde’ do Hospital Carlos Fernando Malzoni , em parceria com Inorp-Oncoclínicas, receberam a visita do grupo ‘Amigas da Arte’ que presentearam as pacientes em tratamento contra o câncer com toalhinhas de rosto bordadas pelas voluntárias.A intenção é levar um pouco de carinho e conforto às pacientes. O Centro de Oncologia também recebeu balões coloridos para alegrar o ambiente. No dia 21 de outubro foram realizados exames de papa nicolau para as funcionárias do hospital. As atividades fazem parte do ‘Outubro Rosa’, campanha de conscientização que tem como objetivo alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Show de Talentos encerra campanha de incentivo a doação de órgãos

No último dia 27, o Hospital ‘Carlos Fernando Malzoni’, por meio da Comissão Intra Hospitalar de Transplantes de Órgãos e Tecidos, com apoio dos ‘Amigos da Saúde’, realizou a segunda edição do Show de Talentos em frente a fachada histórica do hospital. O evento encerrou a programação do ‘Setembro Verde’- mês de conscientização sobre a importância da doação de órgãos e tecidos. O presidente da Diretoria Executiva do Hospital João Marchesan, fez questão de chamar todos no palco e fazer um agradecimento àqueles que voluntariamente colaboram com a instituição “Agradeço a todos vocês voluntários, ao Dr. César, um grande entusiasta que está a frente de eventos de prevenção ao AVC, e esse evento de incentivo à doação de órgãos conduzido pela Dra. Liliana. Agradeço pelo trabalho que vocês fazem, um trabalho descompromissado, voluntário. É o único hospital da cidade e um hospital que cada dia evolui mais, devido as pessoas que estão aqui dentro e que se empenham em fazer um bom trabalho e prestar um bom serviço à população”, diz. Denise Minelli também agradeceu as comissões pela realização do evento e falou da importância das famílias no processo de doação. “É extremamente importante esse trabalho de conscientização sobre a doação de órgãos. Não somos nós que doamos, são os nossos familiares, então temos que conversar com nossa família sobre este assunto. Saber se o membro da família tem ou não o desejo de ser um doador, isso é um fator decisivo, porque muitas vezes a pessoa quer doar seus órgãos, mas nunca falou do seu desejo aos seus familiares. E para concluir quero dizer que usamos a música para tratar este assunto tão delicado de maneira mais leve e as comissões estão de parabéns”, enfatiza. Dr. César Minelli ressaltou do trabalho voluntário da diretoria executiva. “Agradeço a presença de todos que foram nos prestigiar. Sem dúvida foram momentos muito especiais para todos nós do hospital. Quero fazer um agradecimento especial e parabenizar uma pessoa que desde 1987 vem fazendo um trabalho voluntário no hospital, contribuindo com toda sua experiência empresarial e com sua responsabilidade social com a nossa comunidade que é o João Marchesan. Aproveito esta oportunidade para agradecer ao João e parabenizar por sua dedicação , pois está toda semana participando das nossas reuniões, incentivando e colaborando com o progresso do nosso hospital”. A coordenadora do CIHT, Dra. Liliana Tiemi Ujikawa, agradeceu a todos pela parceira. “ O evento contou com apresentações artísticas de qualidade e uniu os médicos e colaboradores do Hospital para divulgar a importância da doação de órgãos e tecidos. Agradecemos a comissão ‘Amigos da Saúde’, a administração do Hospital Carlos Fernando Malzoni , o projeto ‘Luz’ do Rotary Club , nossas colaboradoras na divulgação Gabriela Pereira e Carla Kamel , e a generosidade das irmãs Natália , Maísa e Nádia Paganini , que gravaram um depoimento emocionante sobre doação de órgãos”.

Hospital oferece palestra sobre doação de órgãos

A Comissão Intra Hospitalar de Transplantes e do Serviço de Nefrologia do Hospital Carlos Fernando Malzoni, ofereceu, no último dai 17 de setembro,  uma palestra sobre a importância da doação de órgãos e tecidos, além de detalhes do processo – desde da abordagem familiar a retirada do órgãos. A palestra foi proferida  pela enfermeira da Organização de Procura de Órgãos de Ribeirão Preto, Elaine Cantarela Lima. O evento aconteceu no CEP-Centro de Ensino e Pesquisa do Hospital e contou com a participação de  colaboradores de diversas áreas da instituição.

Comissão ‘Amigos da Saúde’ realiza evento

Em junho de 2019, o Hospital Carlos Fernando Malzoni criou a comissão de voluntários denominada ‘Amigos da Saúde’. Com o  objetivo de reunir colaboradores da instituição – e quem desejar participar de ações para angariar fundos para o hospital – , o grupo promove eventos e busca regulamentar os voluntários que já atuam de forma espontânea nestas ações.  “Já participamos de duas festas juninas e estamos recebendo doações. Estamos angariando também doação de alimentos que serão destinados ao Serviço de Nutrição e Dietética para incluir no cardápio dos pacientes”, explica a gerente de Suprimentos da instituição, Catia Santos, integrante do Amigos da Saúde. O próximo evento, em que o grupo estará presente, é no próprio Hospital. “No dia 27 de setembro será realizado o Dia ‘D’ do Setembro Verde, onde teremos um show de talentos. Faremos a comercialização de espetinhos e refrigerantes. O evento acontecerá  na fachada antiga do hospital, na Rua Sinharinha Frota, 556, Centro e será aberto ao público. A verba será totalmente destinada à instituição”, comenta Catia.

 

O presidente da Diretoria Executiva do Hospital Carlos Fernando Malzoni, João Carlos Marchesan, falou sobre o objetivo da criação desta comissão. “Eu sou um voluntário do Hospital, assim como todos da diretoria. Criamos esta comissão e estamos aceitando doações, o trabalho descompromissado de voluntariado, porque o Hospital de Matão está precisando de ajuda. Necessitamos de muitos equipamentos, alguns precisam ser modernizados, e tudo isso é para podermos manter os serviços de excelência que são oferecidos a população. Portanto, contamos com todos e estamos de braços abertos para recebê-los”, enfatiza.

 

Segundo Denise Minelli, superintendente do Hospital, formar esta comissão é também uma maneira de valorizar estes voluntários que estão sempre colaborando com a instituição. “Além de cuidar dos nossos pacientes, estas pessoas estão sempre dispostas a nos ajudar espontaneamente. O grupo ‘Amigos da Saúde’ reúne colaboradores de diversas áreas, desde o administrativo, ao operacional, visando a integração de todos, e o mais importante, é que através destas ações podemos envolver a comunidade com o hospital. Somos o único hospital da cidade e é importante esta aproximação”, afirma. Denise ressalta que todas as  Santa Casas necessitam de ajuda e o hospital de Matão não é diferente.  “Somos uma instituição filantrópica e toda ajuda é sempre bem-vinda. Já recebemos ajudas, recentemente o Conselho dos Pastores realizou um evento e nos presenteou com um equipamento para a UTI. Temos as ‘Damas da Caridade’ que há anos fazem um trabalho maravilhoso doando os enxovais para a maternidade, além dos clubes de serviços que também colaboram com o hospital. Ficamos imensamente agradecidos a todas estas pessoas e também aos voluntários dos  ‘Amigos da Saúde’, que aumentarão essa corrente de solidariedade”, conclui a superintendente.

 

Qualquer dúvida  sobre doações, podem ser enviadas para o

e-mail  voluntariado.hcfm@hospitalmatao.com.br  ou pelo telefone (16) 3383-2500.

 

Simpósio sobre Doação de Órgãos atrai grande público

No último sábado (29), o Hospital Carlos Fernando Malzoni, por meio da Comissão Intra Hospitalar de Transplantes realizou o II Simpósio sobre Captação, Doação e Transplante de Órgãos e Tecidos. O evento teve o apoio do CENPREAB (Centro Neurológico de Pesquisa e Reabilitação) e da Organização a procura de Órgãos de Ribeirão Preto (OPO) e contou com 150 inscritos, entre médicos, enfermeiros e outros profissionais da saúde de Matão e demais cidades do estado, além do representante do ‘Projeto Luz’ do Rotary Club de Matão, Elcio Zaupa. O Simpósio teve como objetivo conscientizar, melhorar a capacitação e estimular a troca de experiências entre os profissionais da área da saúde com relação ao processo de doação de órgãos.A superintendente do Hospital, Denise P. da Câmara Minelli abriu o evento agradecendo aos palestrantes que contribuíram com seus conhecimentos e falou da importância de devolver a vida às pessoas através da doação de órgãos. “ A partir de 2010, passamos a ser um hospital de alta complexidade, com isso, nos deparamos frequentemente com pacientes graves que podem evoluir para morte encefálica, possíveis doadores de órgãos, preciosos órgãos que podem devolver a vida à outras pessoas. Essa é nossa missão, transformar um momento de dor para uns, em momentos de alegria para outros”,diz.Em seguida, os médicos Dra. Renata Ferlin Arbex, pneumologista do Hospital São Paulo de Araraquara, o cirurgião geral Dr.Charles Alexandre A. Jr e o cardiologista, Dr. Lucas Martins Massari de Matão, abriram o ciclo de palestras utilizando o tempo de dez minutos cada para falar sobre o tema “Meu paciente é candidato a um transplante de órgãos?”. Na sequência, o médico neurologista e pesquisador, Dr.César Minelli, abordou o tema “Diagnóstico de morte cerebral : o que mudou?”. A Enfermeira do HC de Ribeirão Preto, Margarida Momenti Chiaretti, falou sobre a atuação do enfermeiro da OPO no processo de doação de órgãos e tecidos. Depois, “Como preparar o centro cirúrgico para captação de órgãos”, foi abordado por Jéssica Monique Bellini, enfermeira da OPO de Ribeirão Preto. O Palestrante e Cirurgião do aparelho digestivo e transplante de órgãos abdominais do Grupo HEPATO, de São Paulo, Leonardo Toledo Mota, falou de sua experiência no programa Transplante sem Fronteiras. O Graduando em Medicina da UNIARA ,Cláudio Franco do Amaral Kfouri abriu a discussão com apresentação de caso e abordou “A idade do doador impacta nos resultados do transplante hepático?”. O médico renomado Dr. Reginaldo Boni, CEO Life’s Donor e coordenador da OPO do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia trouxe o tema “Comunicação de más notícias”. De forma bem descontraída falou sobre o assunto e interagiu com os participantes. Em seguida “Stress e ‘Burn Out’ em médicos e enfermeiros: porque o autocuidado dos profissionais de saúde influencia no acolhimento de quem sofre”, foi debatido pelo doutor em saúde mental pela USP, o psiquiatra Dr. Marcos Aurélio Martins Ribeiro. Um dos temas mais debatidos entre os participantes do simpósio foi: “Como falar sobre a morte?”. A Dra. Esther Angélica Luiz Ferreira Pediatra, Reumatologista e Paliativista e professora-adjunta do departamento de medicina da USFCAR fez a discussão. O evento contou também com a apresentação teatral do Grupo Pazlhaçada que fez uma encenação de estudo de caso e emocionou a todos. O evento foi finalizado com a discussão de casos clínicos interativo que teve como intermediadora, a neurologista Dra. Liliana Tiemi Ujikawa, que também é coordenadora da Comissão Intra Hospitalar de Transplantes do Hospital de Matão e organizadora do evento. Em seguida, foi realizado um sorteio de brindes aos participantes. A Comissão Intra Hospitalar de Transplantes do Hospital Carlos Fernando Malzoni foi criada em 2017 e tem como presidente, Dra. Liliane Tieme Ujikawa, e as coordenadoras responsáveis, a gerente Assistencial Esther Maria Langhi Chiozzini e enfermeiras, Janaína Ap. Viviane Schimicoski e Mayra de Cássia Trovó. Desde o surgimento da comissão, já foram realizadas mais de 20 atividades entre captação de órgãos e tecidos, notificações de morte encefálica e entrevistas familiar.

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

X