Telefone: (16) 3383-2500
Agendamento de Exames: (16) 3506-5500

Dia Mundial do Rim movimenta Hospital

O Serviço do Nefrologia do Hospital de Matão preparou uma atividade para conscientizar a população sobre a importância da saúde do rim. Junto aos alunos do curso técnico de Enfermagem da ETEC Sylvio de Mattos Carvalho, a equipe do serviço aferiu pressão arterial e glicemia dos pacientes e visitantes que passaram pela recepção de visitas da instituição, nesta quinta-feira, 14.

O nefrologista, Dr. Rodrigo Gonçalves da Silva, explica que a data foi escolhida por ser o Dia Mundial do Rim. “É uma forma de lembrar as pessoas a importância de se atentar a saúde dos rins. Cuidando da alimentação, controlando a pressão arterial e glicemia. Diminuindo o consumo de sal e aumentando o de água. Atitudes simples, que podem evitar a paralisação destes órgãos”, afirma.

Confira as fotos!

Café da Manhã comemora Dia da Mulher

O Grupo de Trabalho de Humanização, com apoio do Serviço de Hotelaria, realizou um café da manhã especial para as mulheres do Hospital Carlos Fernando Malzoni nesta sexta-feira, 8. Em comemoração a data do Dia Internacional da Mulher, as colaboradoras puderam desfrutar de um café da manhã especial, além de desfrutarem de um momento de beleza com mimos recebidos pelo Atacarejo da Beleza e Genial Perfumaria.

Para a assistente social Natalia Vedroni, a ação visa quebrar a rotina do dia a di. “O GTH acredita que essa é uma data de celebração e tivemos uma resposta muito positiva das colaboradoras, mais de 400 passaram pelo local somente no horário da manhã e puderam aproveitar o que foi preparado”, afirma.

Confira as fotos!

Violência obstétrica é discutida em palestra

O Centro de Ensino e Pesquisa (CEP) do Hospital Carlos Fernando Malzoni, recebeu na manhã do último sábado, 9, a professora e mestre em Direito, Marcela Silva Almendros que levantou junto aos presentes o tema “Violência Obstétrica”. Reunindo profissionais da área da saúde de toda a cidade, incluindo enfermeiros, técnicos, auxiliares, agentes comunitários e socorristas, o encontro pode discutir os fatores que caracterizam a violência desde a gestação, até o nascimento do bebê.

A palestra, organizada pelo Departamento de Educação Continuada, encheu o auditório do CEP. Confira as fotos! 

Hospital inaugura Cantinho da Amamentação

Espaço é destinado para as colaboradoras mães que retornam ao trabalho

Pensando na comodidade e segurança da colaboradora que retorna ao trabalho pós licença-maternidade, o Hospital Carlos Fernando Malzoni inagurou na última semana o Cantinho da Amamentação. “O cantinho foi pensando de forma a proporcionar um espaço cômodo e tranquilo para as colaboradoras seguirem com a amamentação. Mais de 90% da nossa força de trabalho é feminina, por isso, esse espaço vem de encontro com as políticas de humanização, disponibilizando esse local para as funcionárias terem um momento tranquilo com o bebê”, explica a superintendente do Hospital, Denise Minelli. Localizado no Centro de Atendimento Materno Infantil, o cantinho será um refúgio dentro da jornada de trabalho para a colaboradora manter a amamentação.

De acordo com o gerente de Recursos Humanos da instituição, a infraestrutura foi montada com foco na higienie e tranquilidade. “Pensamos em montar esse espaço fora das instalações do Hospital e próximo ao Posto de Coleta de Leite Humano, que dará o apoio e orientação para mãe”, afirma José Venção, que ainda completa, “o ambiente de trabalho deve acolher a mulher que amamenta e está retornando da licença maternidade, já que é um período delicado e, por vezes, de difícil adaptação para ela e o bebê”, diz. Venção esclarece que, a partir da CLT, durante a jornada de trabalho de 8 horas ou mais, a colaboradora que é mãe tem direito a dois descansos especiais, de meia hora cada, para amamentar seu filho, até que ele complete seis meses de idade.

A coordenadora do Posto de Coleta de Leite Humano, Thais Baldan, acredita que amamentação e trabalho podem sim ser uma combinação que funciona. “A instalação dessa sala de apoio é fundamental para o sucesso do aleitamento. Sem dúvida, as principais beneficiadas são as crianças. Quando o bebê não puder chegar até o hospital para ser alimentado, a mãe tem um espaço com infraestrutura e higienizado para fazer a retirada e armazenamento do leite e, ao final do expediente, pode levar o alimento para a casa”, ressalta Thais.

Para Denise Minelli, o Cantinho da Amamentação servirá de exemplo para que outros locais, tanto públicos, quanto privados, tenham a iniciativa de organizarem espaços semelhantes. “É importante que a mulher saiba que tem o apoio da empresa, algumas ainda fazem o desmame precoce por conta da volta ao trabalho. Essa situação vem se modificando e estamos fazendo a nossa parte com esse projeto”, conclui.

Hospital lança Código de Conduta Ética

Instituição também apresentou Canal de Denúncia aos colaboradores

O Hospital Carlos Fernando Malzoni lançou na última semana seu novo Código de Conduta Ética, um manual que reúne regras e princípios da instituição, bem como esclarece as responsabilidades éticas, sociais e ambientais da própria organização. O evento contou com colaboradores de todos os setores, que puderam receber um exemplar e conferir uma apresentação detalhada sobre a importância desse documento. Durante os dois dias, mais de 600 livretos foram entregues aos funcionários.

De acordo com a superintendente do Hospital de Matão, Denise Minelli, o estabelecimento de padrões auxilia no tomar de decisões, no dia a dia de trabalho. “O Código de Conduta e Ética nos ajudará a orientar as ações dos membros do Hospital, de todos os níveis hierárquicos, seguindo a missão, visão e valores da organização. Esperamos que este instrumento ajude a nortear o trabalho desenvolvido aqui, focando sempre nossas relações em atitudes éticas, humanizadas e responsáveis”, afirma.

Juntamento ao Código de Conduta Ética, uma segunda ferramenta de prevenção de práticas ilícitas foi lançada pelo Hospital, o Canal de Denúncias, um espaço exclusivo e independente para o recebimento de denúncias de empregados, clientes, corpo clínico, fornecedores, corpo docente e discente, público de interesse externo, entre outros interessados em denunciar ações que fogem da linha estabelecida pelo código. “Pelo canal podem ser realizadas denúncias de fraudes em contratos, corrupção, manipulação de dados, assédio moral dentro do ambiente de trabalho ou qualquer outra irregularidade”, explica o gerente de Administração de Pessoal, José Carlos Venção, que ainda completa, “a administração da ferramenta será feita por uma empresa especializada e independente, a Deloitte, dessa forma garantimos o sigilo das informações”, diz.

A plataforma poderá ser acessada de três maneiras: pelo telefone 0800-721-9158; pelo e-mail denunciashcfm@deloitte.com e hotsite www.ethicsdeloitte.com.br/matao/. O denunciante não precisa se identificar, a denúncia pode ser feita de forma anônima e sigilosa, dessa forma a empresa garante que o seu nome não será divulgado para o Hospital. Rastreamentos também não são possíveis pelo sistema utilizado, evitando a identificação do denuciante.

“As três formas de acesso já estão disponíveis para os colaboradores e demais interessados, no acesso via hotsite, por exemplo, é disponibilizado um formulário guiado para preenchimento com informações de pessoas ou empresas envolvidas. Para o complemento da denúncia, é possível anexar documentos e indicar testemunhas, quanto mais informações e detalhes, melhor para a empresa. Todos os meios de acesso ao Canal de Denúncias disponibilizarão ao final do atendimento um número de protocolo e senha, que permitirá o acompanhamento, pelo site do canal, das providências tomadas em relação à denúncia”, explica Venção.

“Esperamos que essa ferramenta seja de grande valia para o Hospital de Matão, juntamente ao Código de Conduta Ética, que é fundamental para fortalecer a governança, através do engajamento das partes, assim permaneceremos no cumprimento da missão de nosso fundadores, cuidar da saúde da população, com ética, cuidado e respeito”, conclui Denise Minelli.

 

 “O Código de Conduta e Ética nos ajudará a orientar as ações dos membros do Hospital, de todos os níveis hierárquicos, seguindo a missão, visão e valores da organização. Esperamos que este instrumento ajude a nortear o trabalho desenvolvido aqui, focando sempre nossas relações em atitudes éticas, humanizadas e responsáveis”, afirma.

Denise Minelli
Superintendente do Hospital C. F. Malzoni

Centro de Pesquisa divulga dados de hipertensos em Matão

Da população estudada, 70% dos hipertensos que tomam medicação continuam com a pressão alta

O Centro Neurológico de Pesquisa e Reabilitção (CENPREAB), em parceria com o Hospital Carlos Fernando Malzoni e programa Estratégia de Saúde da Família, juntaram-se para a apresentação de resultados do projeto MaRCHA (Matão Realizando o Controle da Hipertensão Arterial) no auditório do Centro de Ensino e Pesquisa. Reunindo dados sobre mais de 1.800 pessoas atendidas nas unidades do ESF dos bairros Bom Jesus, Cadioli e Paraíso, o projeto visa acompanhar a pressão arterial da população de Matão, através da medição com aparelhos de pressão automatizados fornecidos pelo CENPREAB, o objetivo é atingir 16 mil pessoas no município.

“Em torno de 1.800 pessoas estão catalogadas em um banco de dados com informações sobre a pressão arterial, diabetes, colesterol, prática de atividades físicas, o uso de cigarro ou não. Essas informações são importantes para realizarmos o controle da pressão arterial das população”, explica o Diretor Técnico do Hospital de Matão e Presidente do CENPREAB, Dr. César Minelli. As informações foram coletadas durante o ano de 2018 pelo agentes comunitários de saúde e alunos do curso Técnico de Enfermagem da ETEC Sylvio de Mattos Carvalho. “A partir da coleta desses dados conseguimos computar importantes informações que podem reduzir a incidência das doenças cardiovasculares, principalmente o AVC”, comenta o neurologista.

Dados apontam porcentagem de hipertensos

Entre os pacientes acima de 35 anos que participam do projeto, 35% dos 1.800 apresentaram pressão acima do normal. “O que mais chamou a nossa atenção nessa abordagem junto aos pacientes atendidos pelos ESFs é que 90% deles afirmaram que tomam remédio para o controle da pressão arterial, entretanto 70% destes não está com a pressão controlada. Ou seja, precisamos trabalhar junto com a estratégia da família para regularizar a pressão dessas pessoas, com o ajuste do medicamento ou conscientização sobre o uso do remédio”, afirma Minelli.

Para o médico, alguns pacientes hipertensos tem o costume de ingerir o medicamento somente quando acreditam que a pressão está elevada. “Isso não é o correto, a hipertensão é uma doença silenciosa, só conseguimos saber que ela está elevada quando a medimos. Por isso, o paciente que sabe que sua pressão está controlada porque está tomando o remédio, sabe também que ela irá subir se a medicação for suspensa”, conta o neurologista, que ainda completa, “o tratamento existe para manter a pressão controlada, deixar de tomar o medicamento irá elevá-la novamente, é preciso lembrar que esses picos de pressão são perigosos para o cérebro e coração”, diz.

O Projeto MaRCHA terá continuidade no ano de 2019, quando seguirá acompanhando os pacientes já cadastrados no banco de dados e percorrerá mais bairros. “Nas três unidades que estamos atuando ainda não conseguimos chegar ao número total do nosso público-alvo, temos pacientes que trabalham durante o dia e só estão em casa a noite ou fins de semana, estamos estudando uma forma de atende-los, por isso seguiremos indo de casa em casa para medir a pressão arterial da população”, conclui Minelli.

Hospital realiza Cantata Natalina

O Natal chegou no Hospital de Matão! Reunindo pessoas de todas as idades, a primeira Cantata Natalina do Hospital ‘Carlos Fernando Malzoni’ encantou a todos na noite da última quarta-feira, 12. Com intuito de reunir a população em um momento de fraternidade e paz, a instituição reuniu o coral da Unimed/Sicredi, da cidade de Araraquara, além das crianças do Projeto Pequeno Cidadão. De acordo com a administradora hospitalar, Denise Minelli, a Cantata é um desejo antigo. “Há tempos idealizamos esse evento, sempre pensando em trazer a população da cidade para um momento de celebração. A presença de um coral de peso, junto a magia do Natal que as crianças trazem, com certeza emocionou a todos aqui presentes”, comenta Denise.

O coral Unimed/Sicredi, de Araraquara apresentou repertório de músicas natalinas, inspirando o espírito do Natal nas escadarias do prédio histórico. A Cantata Natalina ainda teve a presença do Papai Noel, que fez a alegria das crianças e adultos distribuindo balas.

Em parceria com Hospital e Centro de Pesquisa , Brasilux realiza corrida

3ª Caminhada e Corrida Brasilux Pela Vida foi neste último sábado

Em parceria com o Hospital Carlos Fernando Malzoni e Centro Neurológico de Pesquisa e Reabilitação (CeNP-Reab), a 3ª edição da Caminhada e Corrida Brasilux pela Vida, foi realizada no último sábado, 24/11, no Parque Ecológico de Matão. O evento se caracterizou por reunir participantes em torno do movimento mundial Novembro Azul, que busca a conscientização sobre o câncer de próstata.

Para o Diretor Técnico do Hospital de Matão e Presidente do Centro Neurológico de Pesquisa e Reabilitação, Dr. César Minelli, a parceria entre a empresa Brasilux e o Hospital, além de conscientizar a população sobre o tema “câncer de próstata”, também incentivou o fomento de pesquisas que procuram auxiliar a população. “É sabido que a atividade física previne, além da doenças cardiovasculares, diversos tipos de câncer, entre eles, o câncer da próstata. Por isso, sempre batemos na tecla da prática de exercícios, movimentando a cidade em eventos como esse que, além de estimular a população a se movimentar e prevenir doenças, ajudam a financiar pesquisas e trabalhos de prevenção de doenças cardiovasculares na cidade”, explica o neurologista.

A prova de 5 km de corrida de rua reuniu atletas de Matão e região, que realizaram o percurso montado especialmente para a prova. “Além da corrida, o evento também contou com uma caminhada, que percorreu as ruas próximas ao Parque Ecológico e Ginásio de Esportes Décimo Chiozzini. Tivemos inscritos de toda a região e contamos com atletas profissionais e amadores, que ajudaram a engrandecer o evento”, comenta Minelli.

Representando a empresa Brasilux no dia do evento, Thiago Diniz, comentou a importância de levantar a bandeira do movimento Novembro Azul. “Motivamos nossos colaboradores a participar, visando uma causa tão nobre que é a prevenção do câncer de próstata. Ficamos muito felizes com a participação deles, que trouxeram a família e colegas, engrandecendo a nossa festa e consolidando a presença da Brasilux, nesse já tradicional evento da cidade”, diz.

Paralelo a corrida de rua e caminhada, atletas de Mountain Bike, modalidade XCO, também participaram do evento, em uma competição na pista de MTB XCO da cidade, modalidade em que os competidores percorrem trechos específicos de terrenos acidentados e de topografia cheia de aclives e declives. De acordo com o neurologista, o apoio dos atletas da cidade é fundamental para o sucesso de eventos como esse. “Os atletas de MTB XCO também ajudaram a engradecer a corrida e caminhada, mostrando a importância do apoio de todos os esportistas matonenses nesse eventos”, lembra Minelli.

A 3ª Caminhada e Corrida Brasilux pela Vida premiou atletas de 20 categorias, divididas em geral masculino e feminino, além das categorias por idade, premiando do 1º ao 5º lugar.

Casa da Gestante reúne mães de prematuros em café da manhã

O Posto de Coleta de Leite, juntamento com o Centro de Atendimento Materno Infantil (Casa da Gestante), realizou na última sexta-feira, 16, um café da manhã especial para um bate papo sobre parto prematuro. O encontro foi uma forma de marcar no calendário o Dia da Prematuridade, celebrado dia 17 de Novembro.
O encontro reuniu mães e bebês que foram atendidos pela UTI Neonatal do Hospital de Matão, na ocasião, elas puderam compartilhar suas histórias e experiências.